Follow by Email

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Só ao som de um rock e com café para acreditar em papo de aranha (Only the sound of a rock and with coffee to believe in Spider talk)



O combate internacional à mudança climática teve maior avanço político desde a criação do Protocolo de Kyoto, no fim dos anos 1990. A COP-17, a conferência do clima de Durban, África do Sul, terminou lançando a base para um futuro acordo contra as emissões de gases-estufa, que envolve metas para Estados Unidos e China, os dois maiores poluidores do planeta --mas só após 2020.

Embora não façam rigorosamente nada para combater o aquecimento global hoje --exceto manter os compromissos fracos que os países já haviam adotado na conferência de Copenhague, em 2009, e que deixam o mundo no rumo de um aquecimento de 2,5°C a 4°C neste século.



Na real as pressões dos interesses comerciais dos estados evitam qualquer ação pratica para diminuir o impacto da atividade humana no clima e no meio ambiente do planeta.

Como diz um velho ditado: “ L'uomo solo impara a nuotare quando il livello dell'acqua colpisce sul suo culo.”

Vai precisar acontecer uma hecatombe em escala global ou um desastre regional local bem significativo para vermos que o modelo de desenvolvimento e progresso humano baseado no lucro através do consumo de massa é deletério para a saúde climática do planeta.

Os interesses comerciais das nações sobrepõem às necessidades de regeneração do planeta. Até quando o planeta vai manter esta fina e tênue atmosfera que nos dá nossa condição vida?



Existe uma divisão entre as nações sobre as políticas e do problema climático. Países industrializados querem ir para o leste, os BRICS desejam caminhar a oeste, os países emergentes para sul e os países pobres gostariam de caminhar para norte. Não há vontade política de nenhuma das partes em conter seu avanço tecnológico e industrial. Nossa matriz de progresso passa inexorável pelo consumo de massa e gastos de recursos minerais em especial a água potável e no lançamento na atmosfera do planeta gases de efeito estufas.

Estamos fadados a ter o mesmo destino que os grandes sáurios do jurássico?

Sim !

The international climate had greater political advance since the creation of the Kyoto Protocol, at the end of the year 1990. The COP-17, the climate conference of Durban, South Africa, ended up launching the basis for a future agreement against the emission of greenhouse gases, which involves goals for United States and China, the two largest polluters of the planet--but only after 2020.




Although not strictly nothing to combat global warming today--except keep the weak commitments that countries had already adopted at the Copenhagen Conference in 2009, and who leave the world in the course of a heating of 2.5° C to 4° C this century.

In the real pressure from commercial interests of the Member States prevent any practical action to lessen the impact of human activity on the climate and the environment of the planet.

As an old saying: “ L'uomo solo impara a nuotare quando il livello dell'acqua colpisce sul suo culo.”




Will need to happen a hecatomb on a global scale or a regional disaster renders both local and meaningful to see that human progress and development model based on profit through mass consumption is deleterious to health the planet's climate.

Commercial interests overlap Nations needs regeneration of the planet. Even when the planet will keep this thin and tenuous atmosphere that gives us our living condition?

There is a division between Nations on climate policies and of the problem. Industrialized countries want to go to the East, the BRICS want to walk to the West, the emerging countries to the South and the poor countries would walk to the North. There is no political will to any of the parties to contain its technological advancement and industrial. Our array of progress is inexorable by mass consumption and expense of mineral resources in particular drinking water and at launch in the planet's atmosphere gas stoves.




We are doomed to have the same fate as the big sáurios Jurassic?

Oh! Yeah baby.

Rock Café em Roll (Rock’ Coffe ' Roll)



30 ml de grappa / 30 ml grappa

30 ml licor de ervas / 30 ml herbal liqueur

15 ml licor de café/ 15 ml coffee liqueur

120 ml de café espresso/ 120 ml espresso coffee

45 ml de chantilly / 45 ml whipped cream

1 colher de açucar mascavo/ 1 tsp brown sugar

Canela e gengibre em pó / Cinnamon and Ginger powder

Colocar todas as bebidas na ordem delicadamente numa taça Irlandesa e decorar com chantilly e polvilhar por cima canela e gengibre em pó.

Putting all drinks in the Irish Cup and gently in order to decorate with whipped cream and sprinkle over cinnamon and ginger powder.



Nenhum comentário:

Postar um comentário