Follow by Email

terça-feira, 19 de junho de 2012

A riqueza da bebida com doce amargor (The richness of the beverage with sweet bitterness)



O café forneceu e propiciou riqueza e pobreza através dos tempos entrou num período de decadência e resurge como a fênix das cinzas. Muitos bilionários e grandes transnacionais voltam suas ações e olhos para o produto. A Coca-Cola e outras grandes marcas se somaram à tendência de entrar nos negócios de café. É o caso da Dunkin' Donuts e do McDonald's ou do Eike Batista.


Por que o café voltou a ser paparicado pelo mercado?

Seu glamour é semelhante ao do vinho. Tem todo um mercado a ser desenvolvido. De conhecedores amadores as praticas mais avançadas agrícolas são as oportunidades que o mercado do século XXI apresenta para o produto. Os jovens estão começando a conhecer algumas bebidas frias a base de café muito atrativa e os velhos estão tomando mais espresso como um elixir diário da boa saúde e as mulheres cada vez mais adora beber um cappuccino ou macchiato no meio da tarde.

No Brasil o publico consumidor está começando a ter um contato com bebidas mais requintadas e muito mais diferenciadas que o café do dia a dia. É um longo caminho a ser traçado no aprendizado do que é um café tradicional sua diferença para o café superior e por que um café é gourmet.

Como não existe uma clara normatização das bebidas tudo é possível. Você poderá encontrar no mercado produtos denominados como gourmet e ser apenas um café tradicional e muito cafés tradicionais com bebidas muito superiores ao citado nas embalagens.

Estabelecer um negocio baseado apenas na demanda de xícaras e xícaras café ainda se resume as cafeterias que não sobrevivem apenas do café e sim do que se oferece entorno do produto,ou seja em resumo, a Starbucks vende leite e não café. Isto acontece com varias outras cafeterias.

Um dia chegaremos a ter no mercado lojas especializadas no comercio de grãos de café de varias origens, com diversos blends e uma infinidade de produtos relacionados com o consumo de café.




The coffee supplied and provided wealth and poverty through the ages entered a period of decadence and resurge as the Phoenix from the ashes. Many billionaires and big turn their actions and transnational eyes to the product. Coca-Cola and other big brands joined the trend of getting into the coffee business. It’s the case of Dunkin' Donuts and McDonald's or Eike Batista.

Why was pampered by the market?

Your glamour is similar to that of wine. Has an entire market to be developed. Amateur connoisseurs practices most advanced are the opportunities that the agricultural market of the 21st century poses to the product. Young people are beginning to know some cold drinks the coffee very attractive and the old are taking more espresso as an elixir of good health and women increasingly loves to drink a cappuccino or macchiato mid-afternoon.

In Brazil the consumer public is starting to have a contact with the finest drinks and more differentiated coffee of the day to day is a long way to be traced in learning which is a traditional coffee its difference to the superior coffee and why a coffee is gourmet.

As there is no clear standardization of beverage anything is possible. You can find on the market products referred to as gourmet and just be a very traditional cafes and traditional coffee drinks much higher than quoted on packages.

Establish a business based only on demand for cups and coffee cups still boils the coffees that don’t survive just coffee and yes than offers around the product, IE in summary, Starbucks sells coffee and milk. This happens with several other coffees.

One day we will have on the market shops specializing in trade of coffee beans of various origins, with different blends and a plethora of products related to coffee consumption.





Nenhum comentário:

Postar um comentário