Follow by Email

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Terra Brasilis girando entorno do aroma do café (Terra Brasilis spinning around the coffee’s aroma)



O café é uma bebida consumida por 97% da população brasileira - em termos de penetração, só perde para a água. Nos últimos oito anos, o consumo do cafezinho fora de casa cresceu 307%.

A bebida é uma das mais democráticas que existe, já que o preço da xícara varia de R$ 2,50 a R$ 3, em média. A junção do aumento do número de pessoas que fazem refeições fora de casa com o baixo custo do café faz com que abrir uma cafeteria seja uma oportunidade de negócio vislumbrada por muita gente.

O formato das cafeterias também pode variar: desde o modelo restaurante - em que há mais opções no cardápio - até quiosques, em que o objetivo é que o tempo de permanência dos clientes seja menor. Outro aspecto interessante é a quantidade ainda pequena de espaços onde o café seja a bebida principal.




Existem cerca de 3,5 mil cafeterias espalhadas pelo País. Desse total, entre 1,2 mil e 1,3 mil são unidades de grandes redes. A maior parte pertence a empreendedores individuais. Isso acontece porque o investimento para a abertura de uma cafeteria é relativamente pequeno, entre R$ 80 mil e R$ 100 mil.

A percepção das redes de cafeteria, bem como a de representantes da cadeia produtiva e especialistas no setor do café é uma só: a segunda bebida mais tomada no mundo passa por um momento de qualificação no consumo e tende a níveis superiores de apreciação no Brasil.

O café é a bebida da década. O café gourmet vai chegar às massas porque é um luxo barato.



A Abic estima que há 3.500 cafeterias no Brasil, por meio das quais se escoa parte dos 19,1 milhões de sacas consumidas pela população (em 2010). O consumo per capita foi de 6,10 kg de café em grão cru ou 4,88 kg de café torrado, quase 82 litros para cada brasileiro por ano, registrando uma evolução de 1,45% em relação ao período anterior.

Os brasileiros estão consumindo mais xícaras de café por dia e diversificando as formas da bebida durante o dia, adicionando ao café filtrado consumido nos lares, também os cafés espressos, cappuccinos e outras combinações com leite.

Pesquisas complementares, por sua vez, mostraram aumento do consumo de café extra-forte: de 15% em 2007, para 19,6% em 2010. Nesse tipo de café o rendimento é maior, isto é, usa-se menos pó para preparar o café filtrado. A melhora da qualidade é o motor do consumo.

A perda de produção de cafés arábica em países importantes como Colômbia e Guatemala, com redução de estoques mundiais e no Brasil, junto com consumo mundial crescente, irá pressionar os preços da matéria-prima, especialmente no primeiro trimestre de 2012.




Os preços do café nas prateleiras de supermercados de São Paulo, iniciaram Janeiro com o valor médio de R$ 11,12/kg e encerraram Dezembro com R$ 13,26/kg, numa evolução de 19,2%, depois de ficarem estáveis por quatro anos. Neste mesmo período, o café em grão cru subiu mais de 70%, nos tipos mais usuais para a indústria. O café, entretanto, continua sendo um produto muito acessível aos consumidores, mesmo nas categorias de mais qualidade e maior valor agregado, como os cafés Superiores e Gourmet.

Coffee is a drink consumed by 97% of the Brazilian population-in terms of penetration, second only to water. It’s over the past eight years, the consumption of coffee out of home grown 307%.

The drink is one of the more democratic that exists, since the price of Cup varies from US$ 1.40 to US$ 1.70 on average. The junction of the increase in the number of people who make meals away from home with the low cost of coffee causes open a coffee shop is a business opportunity envisioned by many people.


The format of the cafeterias also may vary: since the restaurant model-in that there are more options on the menu-up kiosks, where the goal is that the customers ' on-call time is less. Another interesting aspect is the small quantity still spaces where the coffee is the main drink.

There are approximately 3.5 thousand coffee shops across the country. Of this total, between 1.2 and 1.3 thousand are units of large networks. The largest part belongs to individual entrepreneurs. This happens because the investment for the opening of a cafeteria is relatively small, between US$ 45,000 and US$ 57,000.

The perception of cafeteria, as well as representatives from industry experts and productive chain of coffee is a drink more only: the second outlet in the world goes through a qualifying time and consumption tends to higher levels of assessment in Brazil.



Coffee is the drink of the Decade. The gourmet coffee will reach to the masses because it is a cheap luxury.

The Abic estimates that there are 3,500 cafeterias in Brazil, through which it drains part of the 19.1 million bags consumed by the population (in 2010). Per capita consumption was 6.10 kg of raw coffee beans or 4.88 kg of roasted coffee, almost 82 liters for each and every year, registering an evolution of 1.45% compared with the previous period.

Brazilians are consuming more cups of coffee per day and diversifying the forms of the drink during the day, adding to the filtered coffee consumed in homes, also the cafes espressos, cappuccinos and other combinations with milk.

Additional research, in turn, showed increased coffee consumption of 15% on extra-strong: 2007, to 19.6% in 2010. In this type of coffee the yield is higher, i.e. use less powder to prepare the filtered coffee. The improvement of quality is the engine of consumption.


The loss of production of Arabica coffees in key countries such as Colombia and Guatemala, with reduction of stockpiles and in Brazil, along with growing worldwide consumption, will put pressure on the prices of raw materials, especially in the first quarter of 2012.

Coffee prices on the shelves of supermarkets of São Paulo, started January with the average value of US$ 6,25/kg and ended December with us US$ 7,45/kg, an evolution of 19.2%, after staying stable for four years. In this same period, the raw coffee beans rose more than 70%, the most usual types for the industry. Coffee, however, remains a very affordable product for consumers, even in the categories of higher quality and greater added value, as the Superior and Gourmet coffees.



Vamos tomar um café (Let’s drink a coffee)?



45 ml de licor de chocolate / 45 ml chocolate liqueur

150 ml de café espresso / 150 ml espresso coffee

45 ml chantilly / 45 ml whipped cream



Coloque o licor e café em um copo de café irlandês e mexa. Cubra com creme e servir no copo irlandês.

Pour liqueur and coffee into an irish coffee cup, and stir. Top with cream, and serve.



Nenhum comentário:

Postar um comentário