Follow by Email

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Compramos coisas que não necessitamos com dinheiro que não temos para impressionar pessoas que não gostamos (We buy things we don't need with money we don't have to impress people we don't like)



Quem nunca comprou por impulso que atire a primeira pedra. O ato de comprar dá uma sensação de poder incrível.
O que é sensação?

A sensação é o impacto de um corpo exterior ao corpo de um animal no corpo do animal, ou melhor, nosso organismo recebe constantemente um numero infinito de estímulos (sensações), sendo que interpretamos somente os necessários. Os estímulos (sensações) recebidos serão iguais para todos, o que muda é a percepção.

Quando entramos nos templos de consumo (shoppings centers e supermercados) nossos olhos, ouvidos e narinas são expostos a inúmeras sensações. Somos tentados a comprar tudo o que aparece pela frente. Se estivermos deprimidos ou com problemas afetivos o ato de comprar consegue a neutralizar nosso mau humor. Mulheres com TPM são levadas compulsivamente a compras pelos níveis hormonais em seus corpos. Nem a mais terrível TPM resistirá ao prazer de comprar aquele sapato, vestido ou qualquer bugiganga que é objeto de seu desejo imediato.



Em termos de alimento as sensações são incríveis. Levamos a necessidade de nos alimentar e sobreviver para patamares onde a razão e não ter lógica. Basta ficar parado em uma rua de grande movimento que em minutos veremos inúmeras pessoas muito acima do peso e outras totalmente abaixo do peso. As pessoas acima do peso levam ao máximo seu prazer à mesa e as pessoas abaixo do peso levam ao máximo seu prazer ao ver seu corpo no espelho. Ambas os lados desta contenda são levadas a autoflagelação pela sensação de prazer que dá ao comer ou de se ver sua imagem na frente do espelho.

Todo este processo perverso da psique humana se origina na economia de consumo que é constituída a saúde financeira das nações desde os anos de 1930 segundo as teses de Keynes. Uma das principais premissas deste século é mudar nossos hábitos de consumo. No lugar de consumimos bugigangas que não precisamos, para impressionar alguém que não gostamos. Por que não consumir algo que nos dá prazer! Pelo simples deleite daquilo que nos possibilita satisfazer nossa alma/psique. Pouco importando a opinião de nossos vizinhos sobre o item de nosso sonho de consumo.

A civilização do consumo não possibilita sermos resolvido profissional, emocional ou socialmente. A razão vem que precisamos ser vencedores aos olhos das pessoas que não conhecemos ou que não gostamos. Isto só é possível pela aparência do que possuímos. Esta é a forma de como somos medidos pela sociedade de consumo.

Se alguém é proprietário de uma Ferrari 250 TR dificilmente não atrairá olhares de inveja e cobiça. Agora será ele é um vencedor ou apenas um perdedor de sorte?



Isto me lembra duma piada:

Se você está se sentindo sozinho, abandonado, achando que ninguém liga para você... “Atrase um pagamento"

Who ever bought on impulse that cast the first stone. The Act of purchase gives a feeling of incredible power.

What is sense?

The feeling is the impact of a body external to the body of an animal in the body of the animal, or better, our body constantly receives an infinite number of stimuli (sensations), being that we interpret only those required. The stimuli (sensations) received shall be equal for all, what changes is the perception.


When we enter in the temples of consumption (malls and supermarkets) our eyes, ears and nostrils are exposed to numerous sensations. We are tempted to buy everything that appears ahead. If you are depressed or affective problems with the Act of buying is able to neutralize our bad mood. Women with TPM are taken compulsively to purchases by hormonal levels in their bodies. Nor the most awful TPM resist pleased to buy that shoe, gown or any gadget that is object from its immediate desire.

In terms of food the sensations are amazing. We need food and survive to heights where reason and does not have logic. Just sit still in a street of great movement that in minutes will see countless people very overweight and other totally underweight. People overweight lead to maximum your enjoyment at the table and people underweight lead to maximum your pleasure to see his body in the mirror. Both sides of this dispute are carried out by a sense of pleasure that injurious gives to eat or to see your picture in front of the mirror.




This whole perverse process of human psyche originates in consumer economy which constitutes the financial health of Nations since the years of 1930 according to the theses of Keynes. One of the main assumptions of this century is to change our consumption habits. In place of consume trinkets that we don't need to impress someone who doesn't like. Why not consume something that gives us pleasure! By simple delight of what enables us to satisfy our soul/psyche. It’s just importing the opinion of our neighbors on the consumer item of our dream.

The civilization of consumption is not possible to be solved, emotional or socially. The reason is that we need to be winners in the eyes of people who don't know or don't like. This is only possible by the appearance of what we have. This is the way we are measured by the consumer society.

If someone owns a Ferrari 250 TR hardly attract looks of envy and greed. Now he is a winner or just a lucky loser?

This reminds me of a joke:




If you're feeling alone, abandoned, thinking that nobody cares for you ...

"Delay a payment"





Vamos tomar um café (Let’s drink a coffee)?

30 ml de sambuca /30 ml sambuca

15 ml de grappa / 15 ml grappa

15 ml de licor de pêssego / 15 ml peach liqueur

150 ml de café espresso / 150 ml espresso coffee

45 ml de Chantilly / 45 ml whipped cream

Essência de pêssego / Essence of peach

Coloque todos os ingredientes na ordem delicadamente sem mexer. Por cima decore com chantilly e pulverize por cima algumas gotículas.Servir em copo irlandês.

Put all ingredients in the order gently without mess. Over garnish with whipped cream and spray over some droplets. Serve in the Irish Cup.


Nenhum comentário:

Postar um comentário