Follow by Email

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Os benefícios e malefícios da carne vermelha (The benefits and harm of red meat)



Devemos escalar a carne como um coadjuvante, em lugar do personagem principal nas refeições. Isto significa comer um bife de 85 gramas em uma refeição. Carne vermelha magra, incluindo carne bovina, de vitela e de porco, às vezes chamada de a "outra carne branca", podem, de fato, fazer parte de uma dieta saudável. Elas contribuem com nutrientes que podem ajudá-lo a manter uma boa saúde e prevenir ou mesmo combater doenças.

A carne bovina, a carne de vitela e a carne de porco são repletas de proteínas de alta qualidade. Elas são também uma imensa fonte de nutrientes como ferro e zinco. É possível se obter ferro e zinco sem a ingestão de carne, mas isso não é fácil. Comer carne magra também é uma maneira excelente de se ter acesso às vitaminas B12, niacina e vitamina B6. Assim, incluir um pouco de carne magra na sua dieta pode ser nutricionalmente enriquecedor.

O consumo de carne está de fato associado a um aumento no risco de problemas cardiovasculares, das taxas de colesterol e até ao aparecimento de alguns tipos de câncer.

As quantidades são outro fator importante levantado pelos especialistas. As doenças e mortes relacionadas à dieta com carne vermelha atingem mais as pessoas que a consomem diariamente do que aquelas que fazem isso de vez em quando. O ideal é restringir o consumo da carne a duas ou no máximo três vezes por semana.

As substâncias cancerígenas podem estar presentes na carne indiretamente, em decorrência da alimentação dada aos animais – e, nesse caso, são mais difíceis de ser evitadas – ou do modo de preparo. Para diminuir a formação dos compostos cancerígenos durante o preparo é necessário optar pelo forno, em vez das temperaturas muito mais altas na panela, que escurecem a carne e trazem efeitos maléficos.

Dar preferência às carnes mal passadas. As substancias cancerígenas estão mais presentes nas carnes ‘sola de sapato‘, que passaram muito tempo em fogo alto.

O consumo a níveis elevados de carne vermelha e processados está associado ao câncer nos intestinos. Os riscos de desenvolver câncer no intestino são menores entre as pessoas que ingerem muitas fibras por meio de alimentos como verduras, frutas e cereais.

Apesar de o ser humano ingerir carne vermelha há milhares de anos, o que os cientistas acreditam que ocorra nos tempos atuais é que o consumo do alimento, juntamente com altos índices de gorduras e carboidratos, esteja elevando os riscos de doenças como o câncer de intestino.

We must climb the meat as a supporting role, in place of the main character in meals. This means eating a steak of 85 grams in a meal. Lean red meat, including beef, veal and pork, sometimes called the "other white meat", maybe, in fact, be part of a healthy diet. They contribute nutrients that can help you maintain good health and prevent or even combat diseases.

Beef, veal and pork are filled with high-quality proteins. They are also an immense source of nutrients like iron and zinc. It is possible to obtain iron and zinc without eating meat, but this is not easy. Eat lean meat is also an excellent way to gain access to vitamins B12, niacin and vitamin B6. So, include a bit of lean meat in your diet can be nutritionally rich.

Meat consumption is in fact associated with an increased risk of cardiovascular problems, cholesterol and rates until the emergence of some types of cancer.

The quantities are another important factor raised by experts. Diseases and deaths related to diet with red meat reaches more people who use it every day than those who do this every once in a while. The correct is to restrict the consumption of meat two or maximum three times per week.

Carcinogenic substances may be present in meat indirectly, as a result of feed given to animals – and, in this case, are more difficult to be avoided – or staging mode. To decrease the formation of carcinogenic compounds during the preparation it is necessary to opt for the oven, instead of temperatures much higher in the Pan, which darken the meat and bring evil effects.

Give preference to meat barely passed. The carcinogenic substances are more present in shoe soles ' meat ', which spent much time on high heat.

Consuming high levels of red meat and processed is associated to cancer in the intestines. The risks of developing bowel cancer are lower among people who ingest many fibers through foods like vegetables, fruits and cereals.

Although humans eat red meat for thousands of years, what scientists believe that occurs in modern times is that the consumption of food, along with high levels of fats and carbohydrates, is raising the risk of diseases such as cancer of the intestine.

Nenhum comentário:

Postar um comentário