Follow by Email

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Páscoa (Easter)



A palavra “Páscoa” origina-se do hebraico Pesah.

A Páscoa cristã celebra a Ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu por três dias, até sua ressurreição. É o dia santo mais importante da religião cristã. Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou melhor, a Páscoa judaica, que é uma das mais importantes festas do calendário judaico, celebrada por 8 dias e onde é comemorado o êxodo dos israelitas do Egito, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a "passagem" de Cristo, da morte para a vida.

Na Páscoa, é comum a prática de pintar ovos cozidos, decorando-os com desenhos e formas abstratas. Em grande parte dos países ainda é um costume comum, embora que em outros, os ovos tenham sido substituídos por ovos de chocolate. No entanto, o costume não é citado na Bíblia. Portanto, este costume é uma alusão a antigos rituais pagãos. Ishtar ou Astarte é a deusa da fertilidade e do renascimento na mitologia anglo-saxã, na mitologia nórdica e mitologia germânica. A primavera, lebres e ovos pintados com runas eram os símbolos da fertilidade e renovação a ela associados. A lebre (e não o coelho) era seu símbolo. Suas sacerdotisas eram ditas capazes de prever o futuro observando as entranhas de uma lebre sacrificada (claro que a versão “coelho da páscoa, que trazes pra mim?” é bem mais comercialmente interessante do que “Lebre de Eostre, o que suas entranhas trazem de sorte para mim?”, que é a versão original desta rima). A lebre de Eostre pode ser vista na Lua cheia e, portanto, era naturalmente associada à Lua e às deusas lunares da fertilidade. De seus cultos pagãos originou-se a Páscoa (Easter, em inglês e Ostern em alemão), que foi absorvida e misturada pelas comemorações judaico-cristãs. Os antigos povos nórdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Março. Eostre ou Ostera (no alemão mais antigo) significa “a Deusa da Aurora” (ou, novamente, o planeta Vênus). É uma deusa anglo-saxã, teutônica, da Primavera, da Ressurreição e do Renascimento. Ela deu nome ao Shabbat Pagão, que celebra o renascimento chamado de Ostara.


The word "Páscoa" originates from the Hebrew Pesah.

The Christian Easter celebrates the resurrection of Jesus Christ. After dying on the cross, his body was placed in a sepulchre, which remained there for three days, until his resurrection. It is the most important holy days of the Christian religion. Many customs associated with pascal period originate from pagan festivals of spring. Others come from the celebration of Passover, or better, the Passover, which is one of the most important festivals of the Jewish calendar, celebrated by 8 days and where it is celebrated the exodus of Israelites from Egypt, from slavery to freedom. It’s a rite of passage, as well as the "pass-through" of Christ from death unto life.

At Easter, it is common practice to paint boiled eggs, decorating them with drawings and abstract shapes. In most countries it is still a common Convention, although in other cases, the eggs have been replaced by chocolate eggs. However, the custom is not mentioned in the Bible. Therefore, this custom is an allusion to the ancient pagan rituals. Ishtar or Astarte is the goddess of fertility and rebirth in Anglo-Saxon mythology, Norse mythology and Germanic mythology. Spring, hares and eggs painted with runes were the symbols of fertility and renewal associated with it. The Hare (and not the rabbit) was its symbol. Her priestesses were said to able to predict the future by observing the entrails of a sacrificed Hare (of course the Easter rabbit "version, hat for me?" is far more commercially interesting than "Eostre Hare, what your bowels bring luck for me?", which is the original version of this rhyme). The Eostre Hare can be seen in the full moon and, therefore, was naturally associated with the Moon and Lunar goddesses of fertility. Of their pagan cults originated Easter (Easter, in English and German Ostern), which was absorbed and mixed by Judeo-Christian celebrations. It’s the ancient Nordic peoples Eostre festival commemorated on 30 March. Eostre or Si (in older German) means "the goddess of dawn" (or, again, the planet Venus). Is a Teutonic, Anglo-Saxon goddess, of spring, of resurrection and rebirth. It gave its name to the Shabbat, which celebrates the rebirth Pagan called Ostara.






Nenhum comentário:

Postar um comentário