Follow by Email

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Nem tudo que reluz é ouro (All that glitters isn’t gold) !



Os dois últimos degraus da hierarquia de necessidades que Maslow propôs são:
-Necessidades de estima e o reconhecimento das nossas capacidades pessoais e o reconhecimento dos outros face à nossa capacidade de adequação às funções que desempenhamos.
-Necessidades de autorrealização, em que o indivíduo procura tornar-se aquilo que ele pode ser.

Na sociedade de consumo o mais importe é aparentar ser, não existe a necessidade de “ser” e “ter” ao mesmo tempo. Neste ponto o conceito acumulativo de bugigangas inúteis para a vida cotidiana é incrível. Basta abrir seu armário de roupas ou onde você guarda seus objetos que qualquer um vai descobrir uma serie de coisas inúteis que compramos para utilizar uma ou duas vezes apenas e ser guardado depois em um armário qualquer até ir parar num mercado de pulga em algum lugar do mundo.



Nestes dois últimos degraus temos o consumo de bens ou serviços no nicho do mercado de luxo. Aqui temos as coisas mais absurdas em termos de desejos de compra. O ícone máximo são os carros de luxo e os itens provenientes de animais como os casacos de pele animal e até água em garrafa oriunda de geleiras.

A estima pode ser comprada?

Sim pode!

Qualquer pessoa quando está por cima da carne seca (como se diz no Brasil) tem inúmeros amigos, amigas e amantes. A parábola que todo este pessoal amigo é de fato de sua conta bancaria/cargo na empresa e não de sua pessoa. Como a vida é uma roda com altos e baixos. No instante que esta pessoa cair em baixa, repentinamente todos os amigos e amantes desparecem de sua vida. Em resumo em momentos de festas temos vários amigos e nos momentos difíceis você verá quem é de fato seu amigo e quem o ama de fato independentemente do saldo bancário.

A autorrealização é um paradigma universal. Elvis Presley antes de morrer dizia que deveria ter sido pastor do que um astro da musica. Ele conseguiu o céu em termos de carreira, mas morreu lamentável no inferno em termos de realização pessoal. Outro exemplo bem clássico foi à vida do Howard Hughes.



O ser humano sempre deseja ser e ter mais do que ele realmente necessita ser e ter.

O problema da autorrealização que todos os parâmetros desta autorrealização depende da opinião de terceiros. Aqui aquela frase cai como uma luva:

“Compramos coisas que não precisamos para aparecer para pessoas que não conhecemos e nos mostrar para pessoas que detestamos”

Isto me lembra duma piada:

Doutor, eu sinto que as pessoas não dão uma palavra de retorno sobre nada do que digo.

- E?

The last two steps of the hierarchy of needs Maslow proposed are:



· Needs of esteem and recognition of our personal capacities and recognition of other face to our ability to adapt to the roles we play.

· Self-realization needs, in which the individual seeks to become what it can be.

In the consumer society the most import is appear to be, there is no need to "be" and "have" at the same time. At this point the concept of cumulative useless for everyday life trinkets is incredible. Just open your closet of clothes or where you keep your objects that anyone will find a series of useless things we buy to use once or twice and only after being saved in a closet until any flea market into a go somewhere in the world.

In these last two steps we have the consumption of goods or services in the luxury niche market. Here we have the most absurd things in terms of purchase desires. The maximum icons are luxury cars and items from animals as animal skin coats and even bottled water from glaciers.



The estimates can be purchased?

Yes you can!

Any person when it is on top of the dried beef (as they say in Brazil) has numerous friends, friends and lovers. The parable that whole personal friend is in fact his bank account/position in company and not his person. How life is a wheel with ups and downs. At the moment that person to fall downwards, suddenly all friends and lovers disappear from your life. In summary in festive moments we have several friends and in difficult times you will see who his friend is in fact and who loves you in fact regardless of bank balance.

The autorrealização is a universal paradigm. Elvis Presley before his death said that should have been a pastor than a music star. He got the sky in terms of career, but died in regrettable in terms of personal fulfillment hell. Another classic example was the life of Howard Hughes.

Humans always want to be and have more than it really needs to be, and have.

This reminds me of a joke: Doctor, I feel that people don't give a word of feedback on anything I say.

- And?

Vamos beber um café (Let’s drinak a coffee)?



120 ml de café espresso (frio) / 120 espresso coffee (cold)

4 colheres de sopa de chocolate em pó / 4 tsp instant chocolate

120 ml de leite / 120 ml Milk

4 bolas de sorvete de creme / 4 scoops vanilla ice cream

Xarope de chocolate / Chocolate syrup

Colocar todos os ingredientes no liquidificador e bater até homogeneizar. Decorar o fundo do copo zombie com o xarope de chocolate.

Put all ingredients in a blender and beat until mix. Decorate the bottom of the beaker zombie with chocolate syrup.

Nenhum comentário:

Postar um comentário