Follow by Email

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Repensar o passado, observar o presente para almejar um futuro (Rethinking the past, observing this to target a future)



A hierárquica proposta por Abraham Maslow, em que as necessidades de nível mais baixo devem ser satisfeitas antes das necessidades de nível mais alto.

Dentro deste pensamento hierárquico, como podemos nosso alterar o atual modelo de consumo e consequentemente o modelo de produção?

O modelo proposto de consumo e comércio elaborado nos de 1930 já está caducando, isto é obvio. Basta ver o que está acontecendo com o clima ao redor do planeta para ver que nossos executivos em suas salas com ar condicionado e rodeado por números e projetos administrativos de lucro acima das expectativas do período estão viajando na maionese.

O estado tem necessidades fisiológicas (básicas)?



O individuo tem como necessidades básicas a ser satisfeitas a fome, a sede, o sono, o sexo, a excreção e o abrigo.

Uma das necessidades da sociedade não e prover o cidadão com alimento para que o cidadão possa exercer sua cidadania. A sociedade de consumo é dispendiosa. Gasta mais recursos do que seu mercado pode consumir isto gera um desperdiço incrível. Jogamos na lata de lixo toneladas de alimento enquanto boa parcela da humanidade passa fome.

Para o mercado não existe cidadão há consumidor. Para consumir é preciso ter dinheiro. Qualquer gerente prefere jogar no lixo um produto vencido do que oferta-lo a uma pessoa sem recurso financeiro. Além do problema social esta ideia gera o desperdiço de recursos naturais. Cada vez mais precisamos abrir novas fronteiras agrícolas para gerar cada vez mais alimentos. Este pensamento além de antiecológico trás a alguns a fartura gerando problemas de saúde como diabetes, pressão alta etc. e para outros a fome.

Inúmeras empresas alimentícias hoje em dia arregaçam suas teias para controlar a fontes de água potável. Para estas industriais a água é um bem que pode ser privatizado no intuito de gerar lucros para uma minoria no lugar de coletivizar o acesso do recurso aos cidadãos.

Um bom exemplo de empreendimento onde o mercado pode andar sem agredir o meio ambiente é prover a humanidade de sexo. Só que sexo é proibido pelos cânones religiosos e pela moral abjeta que faz do sexo um mecanismo de controle social do cidadão e abre mão do controle populacional para que os governos possam perpetuar o poder de pouco sobre muitos.




Ainda não sabemos como trabalhar nossos dejetos e nem o que fazer com nossas excreções. Mesmo assim o estado ganha com impostos sobre o lixo que nós produzimos.

O sono como respirar ainda é grátis. Mas até quando?

Assim como o cidadão o estado tem suas necessidades. Em nenhum dos casos é o lucro pelo lucro!

Este tema me lembra duma piada:

Salário mínimo é como menstruação, vem uma 1 vez por mês, dura 3 ou 4 dias e se atrasar deixa todo mundo louco.

The hierarchical proposed by Abraham Maslow, when lower level needs must be met before higher-level needs.

Within this tiered thought, how can we change the current model of consumption and consequently the production model?




The proposed model of consumption and trade drawn up in 1930, is already expiring, this is obvious. Just see what's happening with the climate around the globe to see what our executives in their rooms with air conditioning and surrounded by numbers and administrative projects above profit expectations of the period are traveling in mayonnaise.

The State has physiological needs (Basic)?

The individual's basic needs being satisfied hunger, thirst, sleep, sex, excretion and the shelter.

One of the needs of society and provide the citizen with food so that the citizen can exercise his citizenship. The consumer society is expensive. Spend more resources than your market can consume this generates an incredible waste. Throw in the trash while good plot food tons of humanity starving.

It’s for the citizen's consumer market there. To consume you must have money. Any play in the trash manager prefers a product won it offer than to a person without financial resource. In addition to the social problem this idea raises the waste of natural resources. Increasingly we need to open up new agricultural frontiers to generate more and more food. This thought in addition to some the abundance anti-ecologic back causing health problems such as diabetes, high blood pressure, etc., and for others to hunger.



Many companies nowadays food double your efforts their webs to control the sources of drinking water. For these industrial water is a commodity that can be privatized in order to generate profits for a minority in place of make resource access to citizens.

A good example of joint venture where the market can walk without harm the environment is providing the humanity of sex. But the sex is forbidden by religious and moral canons by the abject poverty that makes sex a social control mechanism of citizen and opens hand of population control so that Governments can perpetuate the little power over many.

We still don’t know how to work our waste and not what to do with our excretions. Even so the State earns taxes the garbage that we produce.

Sleep like breathing is still free.

Until when, is it?

As well as the citizen the State has its needs.




In neither case is the profit by profit!

This theme reminds me of a joke:

Minimum wage is just like menses, comes a 1 time per month, lasts 3 or 4 days and be late lets everyone crazy.

Vamos beber um café (Let's have a coffee)?



30 ml de licor de ervas / 30 ml herbal liqueur

30 ml de licor de café / 30 ml de coffee liqueur

90 ml de café espresso / 90 ml de espresso coffee

30 ml chantilly / 30 ml whipped cream

Coloque o licor de café em uma xícara de café irlandês. Adicione licor de ervas, encher com café e servir com creme por cima.

Pour coffee liqueur into an irish coffee cup. Add herbal liqueur, fill with coffee and serve with cream on top.

Nenhum comentário:

Postar um comentário