Follow by Email

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Café sem blá blá (Sweet hot coffee no blah-blah)



Nosso assunto hoje é contra a execução de Troy Davis que está previsto para hoje no estado americano da Geórgia. O caso gera polêmicas no mundo inteiro e dentro dos USA. O caso de T. Davis começou com o assassinato do policial Mark Allen McPhail. Seu julgamento foi marcado por incoerências jurídicas por parte da promotoria.

Desde que foi sentenciado, sete das nove testemunhas não policiais voltaram atrás em suas declarações, alegando coerção e intimidação por parte da polícia durante seus depoimentos, não existindo provas materiais que vinculem Davis ao crime.

Algumas testemunhas eram analfabetas, estavam na prisão, ou eram adolescentes na época em que prestaram depoimentos, que serviram de base para a condenação de Davis.

Os procuradores do caso Davis utilizaram os depoimentos como base para condená-lo, sem apresentar provas físicas, como amostras de DNA ou impressões digitais. O caso atraiu atenção internacional por conta de seu teor racial e as alegações de inocência por parte de Davis.




Our subject today is against the execution of Troy Davis which is planned for today in the USA, State of Georgia. The case raises polemics worldwide and within the USA. The case of t. Davis began with the murder of police officer Mark McPhail Allen. His trial was marked by legal inconsistencies by the prosecution.

Since being sentenced, seven of the nine witnesses not police returned behind on their statements claiming coercion and intimidation by the police during their depositions, the absence of material evidence linked Davis to the crime.

Some witnesses were illiterate, were in prison, or were teenagers at the time gave testimonials, which formed the basis for the condemnation of Davis.

The Davis case prosecutors used the testimony as the basis for condemning it, without presenting physical evidence such as fingerprints or DNA samples. The case attracted international attention because of its racial content and claims of innocence by Davis.

Sweet Hot Coffee


30 ml de água / 30 ml water
1 colher de açúcar / 1 tbsp sugar
30 ml de café espresso/ 30 ml espresso coffee
1 colher de sopa de xarope de baunilha / 1tbsp vanilla syrup

60 ml de vodka







Misturar todos os ingredientes numa coqueteleira e servir em uma taça de coquetel.

Mix all ingredients in a Shaker and serve in a glass of cocktail.

As árvores do Sul estão carregadas com um estranho fruto,
Sangue nas folhas e sangue na raiz,
Um corpo negro balançando na brisa sulista
Um estranho fruto pendurado nos álamos.

Uma cena pastoral no galante Sul,
Os olhos esbugalhados e a boca torcida,
Perfume de magnólia doce e fresco,
Então o repentino cheiro de carne queimada!

Aqui está o fruto para os corvos arrancarem,
Para a chuva recolher, para o vento sugar,
Para o sol apodrecer, para as árvores fazer cair,
Eis aqui uma estranha e amarga colheita.



Southern trees bear strange fruit,
Blood on the leaves and blood at the root,
Black body swinging in the Southern breeze,
Strange fruit hanging from the poplar trees.

Pastoral scene of the gallant South,
The bulging eyes and the twisted mouth,
Scent of magnolia sweet and fresh,
Then the sudden smell of burning flesh!

Here is fruit for the crows to pluck,
For the rain to gather, for the wind to suck,
For the sun to rot, for the trees to drop,
Here is a strange and bitter crop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário