Follow by Email

terça-feira, 10 de maio de 2011

Síndrome do Pânico (Panic Syndrome)

·         O transtorno do pânico ou síndrome do pânico é uma condição mental psiquiátrica que faz com que o indivíduo tenha ataques de pânico esporádicos, intensos e muitas vezes recorrentes. Pode ser controlado com medicação e psicoterapia. É importante ressaltar que um ataque de pânico pode não constituir doença (se isolado) ou ser secundário a outro transtorno mental.
·         Este distúrbio é nitidamente diferente de outros tipos de ansiedade, caracterizando-se por crises súbitas, sem fatores desencadeantes aparentes e, frequentemente, incapacitantes. Depois de ter uma crise de pânico a pessoa pode desenvolver medos irracionais (chamados fobias) destas situações e começar a evitá-las.
·         Os sintomas físicos de uma crise de pânico aparecem subitamente, sem nenhuma causa aparente. Os sintomas são como uma preparação do corpo para alguma "coisa terrível". A reação natural é acionar os mecanismos de fuga. Diante do perigo, o organismo trata de aumentar a irrigação de sangue no cérebro e nos membros usados para fugir — em detrimento de outras partes do corpo.
·         Os sintomas são desencadeados a partir da liberação de adrenalina frente a um estímulo considerado como potencialmente perigoso. A adrenalina provoca alterações fisiológicas que preparam o indivíduo para o enfrentamento desse perigo: aumento da frequência cardíaca e respiratória, a fim de melhor oxigenação muscular; e o aumento da frequência respiratória (hiperventilação) é o principal motivo do surgimento dos sintomas.



·         Panic disorder or panic syndrome is a psychiatric mental condition that causes the individual has sporadic panic attacks, intense and often recurring. Can be controlled with medication and psychotherapy. It is important to note that a panic attack may not constitute disease (isolated) or be secondary to another mental disorder.
·         This disorder is markedly different from other types of anxiety, with sudden crises, without apparent trigger factors and often incapacitating. After a bout of panic the person may develop irrational fears (phobias) these situations and begin to avoid them. The physical symptoms of a panic crisis appear suddenly, without any apparent cause.
·         The symptoms are like a body preparation for some "terrible thing". The natural reaction is to trigger the mechanisms of escape. In the face of danger, the body comes to increase irrigation of blood in the brain and members used to flee — to the detriment of other parts of the body.
·         The symptoms are triggered from the release of adrenalin before a stimulus regarded as potentially dangerous. Adrenalin causes physiological changes that prepare the individual to confront that danger: increased heart rate and breathing, in order to better muscle oxygenation; and the increased frequency breathing (hyperventilation) is the main reason for the emergence of symptoms.

Nenhum comentário:

Postar um comentário