Follow by Email

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Mercado do café (Coffee Market)



A safra cafeeira de 2011 deverá ser de preços favoráveis ao produtor, segundo a perspectiva apresentada, ontem (06), pelo secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Manoel Bertone. Durante o anúncio do primeiro levantamento da safra para 2011, ele se mostrou otimista com o desempenho do setor e afirmou que há grande probabilidade de os preços permanecerem positivos pelo menos mais dois anos. "Estou confiante que o ano de 2011 seja de qualidade acima da média, o que vai permitir esse avanço nos blends internacionais e vai mostrar que o café natural produzido no Brasil é o mais apreciado do mundo", afirmou.

Apesar de 2011 ser de ciclo baixo para cafeeicultura nacional - a chamada bienalidade negativa - a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), responsável pelo estudo, estima produção de até 44 milhões de sacas. A previsão é superior à de 2009 (último ano de baixa produção) em cinco milhões de sacas.

 “O cafeeiro não consegue produzir igualmente em dois anos seguidos. Este ano, há uma preponderância de lavouras em ciclo baixo, mas, mesmo considerada a bienalidade, estaremos no oitavo ano seguido de aumento de produtividade média e produção", destacou o secretário. De acordo com a pesquisa da Conab, o clima foi favorável à uniformidade das floradas em 2010, o que melhora a qualidade desta safra cafeeira.

Bertone afirmou que o Brasil é hoje, o maior produtor e exportador de café do mundo, o segundo maior mercado interno e o país que mais cresce em participação nos blends internacionais. "A cafeicultura brasileira está apresentando a melhor performance entre todas as cafeiculturas do mundo e tem tudo para se consolidar e assumir um papel que teve há 30, 40 anos", opinou.

A bienalidade se caracteriza pela maior ou menor produção de café, em anos alternados. Isto se dá porque a plantação de café precisa de cerca de um ano para voltar a produzir maior quantidade de frutos.

The Brazilian coffee crop for 2011 should be favorable producer prices, according to the perspective presented yesterday (06), by the Secretary of production and Agroenergy of the Ministry of agriculture, Manoel Bertone. During the announcement of the first survey of harvest to 2011, he was optimistic the sector performance and stated that there is high probability that prices remain positive at least two more years. "I am confident that the year 2011 is above average quality, which will allow this advance in international blends and goes to show that the natural coffee produced in Brazil is the world's most appreciated," he said.
Although 2011 below cycle for coffee harvest national-the so-called biyearly negative-Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), responsible for study, estimated production of up to 44 million sacks. The forecast is higher than the (last year of low production) in five million bags.
"The coffee can't produce equally in two consecutive years. This year, there is a preponderance of plantations in low cycle, but even the biyearly, we are in the eighth straight year of increase of average productivity and production, "said the Secretary. According to the survey Conab climate was favorable to uniformity of blossoms in 2010, which improves the quality of the coffee harvest.
Bertone said that Brazil is today the largest producer and exporter of coffee in the world, the second largest domestic market and the country's fastest-growing international in participation in blends. "The Brazilian coffee is showing the best performance among all coffee harvest of the world and has everything to consolidate and assume a role that had 30, 40 years," he opined.
The biyearly is characterized by a greater or lesser production of coffee, in alternating years. This is because the coffee plantation needs about a year to produce the greatest amount of fruit.

Nenhum comentário:

Postar um comentário