Follow by Email

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Café com politca e futebol (Coffee with politic and soccer) 15/06



O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, indicou nesta terça-feira (14) que recorrerá ao STF (Supremo Tribunal Federal) caso o Senado mantenha o sigilo eterno sobre documentos oficiais. O Itamaraty produziu no ano passado 426 documentos classificados como ultra-secretas. O número representa apenas 0,12% do total de 340,2 mil papéis confeccionados por diplomatas dentro e fora do país.

A bancada do PT no Senado decidiu na tarde desta terça-feira manifestar publicamente apoio ao projeto que prevê o fim do sigilo eterno de documentos oficiais. O texto, modificado pela Câmara dos Deputados no ano passado, prevê 50 anos como prazo máximo de sigilo para papéis classificados como ultra-secretas.

Ao defender nesta terça-feira a decisão do governo de retirar a urgência para a votação do projeto que trata do sigilo eterno de documentos oficiais, o senador José Sarney (PMDB-AP) voltou a criticar a divulgação de informações passadas do país. Sarney disse que não se pode fazer um "WikiLeaks" da história do Brasil.

Durante toda a crise Palocci, falou-se, ou falamos, dos peixes graúdos da coligação que apoia a presidente Dilma Rousseff: do PMDB e do PT. Agora, depois que Dilma decompôs o núcleo duro do governo com Gleisi Hoffmann na Casa Civil e Ideli Salvatti na articulação política, é hora de lembrar que as águas profundas governistas incluem 13 outros partidos. E é aí que o trio feminino começa a pescar.

The Attorney General, Roberto Gurgel, stated this Tuesday (14) that considers STF (Supremo Tribunal Federal) if the Senate hold eternal secrecy on official documents. The Itamaraty produced in the year 426 ultra-secret. Documents classified as the number represents only 0.12% of total 340.2 thousand papers made by diplomats inside and outside the country.

The bench of the PT in the Senate decided late Tuesday to express publicly support project which provides for the end of eternal secrecy of official documents. The text, modified by the Chamber of Deputies last year, provides for 50 years as maximum of secrecy for papers classified as ultra-secret.


To defend this Tuesday the Government's decision to withdraw the urgency to the vote on the project that deals with the eternal secrecy of official documents, Senator José Sarney (PMDB-AP) returned to criticize the disclosure of information passed from the country. Sarney said that one cannot make a "WikiLeaks" the history of Brazil.

Throughout the crisis Palocci, spoke, or speak, fish varieties from the coalition that supports President Dilma Rousseff: the PMDB and PT. Now after that Dilma decayed long ago the hard core of the Government with Gleisi Hoffmann in the House Civil and political articulation Ideli Salvatti, it is time to remember that the deepwater General include 13 other parties. And that's where the female trio starts to fish.



Casino Coffee


15 ml brandy
15 ml de creme de cacau (dark creme de cação)
15 ml licor de amêndoas (amaretto almond liqueur)
150 ml café espresso (espresso coffee)
45 ml de chantilly( whipped cream)
1 coler de sopa de açúcar (tsp sugar)



Despeje o café e bebidas alcoólicas em uma xícara de café irlandês e adoçar a gosto. Decorar o chantilly por cima, polvilhe com chocolate ralado e servir.



Pour coffee and liquors into an irish coffee cup and sweeten to taste. Float the cream on top, sprinkle with grated chocolate, and serve.



Sigilo eterno em uma democracia é uma marca inegável da ideologia reacionária que direita brasileira carrega em seu DNA político. Que fatos tão relevantes de mais de 50 anos precisam ser sigilosos. O problema que muitos destes documentos aparecerão à velha política do que se é dando que se recebe. Sem comentar os acordos secretos que beneficiam este ou aquele político naquele fato ou ato em detrimento dos interesses nacionais.


Políticos da estirpe do senador Sarney temem a verdade é a democracia. A ética e a moral deste tipo de político brasileiro são embasadas em seu poder regional e nas formas como este poder é exercido em âmbito local. Estes senhores constituem feudos hereditários que se sustentam junto ao poder central e ao controle total das informações sobre sua figura pública. Tanto que o senador Sarney conseguiu censurar o jornal Estado de São Paulo de publicar qualquer noticia sobre as ações de sua família no Maranhão e no Amapá.

Pouco importa hoje em dia que o Barão do Rio Branco conseguiu suas vitorias territoriais graças aos acordos com a Inglaterra em off ou que as nossas forças armadas junto com as da Argentina promoveram varias chacina no Paraguai no século XIX.

Nunca é muito tempo !


Hoje quem dá a bola é o Santos em Montevidéu.

Eternal secrecy in a democracy is an undeniable mark of reactionary ideology that right in their DNA carries Brazilian politician. Relevant facts so that more than 50 years need to be sensitive. The problem that many of these documents appear to the old policy which is in giving that we receive. No it comments on the secret agreements that benefit this or that politician that fact or act to the detriment of national interests.

Political strain of Senator Sarney fear truth is democracy. Ethics and morals of Brazilian politician are informed in its regional power and ways how this power is exercised at the local level. These gentlemen are hereditary fiefs which hold together the central power and total control of information about his public figure. Both the Senator Sarney managed to censor the newspaper Estado de Sao Paulo to publish any news about the actions of his family in Maranhão and Amapá.

It matters little nowadays that the Baron of Rio Branco won its games won territorial thanks to agreements with England off or that our armed forces along with those of Argentina promoted several slaughter in Paraguay in the 19th century.

Never is a long time!

Today that gives the ball the Santos in Montevideo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário