Follow by Email

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Cafés arábica e robusta e o seu crema (Arabica, Robusta, and Crema)



Como o café é torrado afetará o crema da bebida. O cafés arábicas processado seco tendem a produzir mais crema devido a uma percentagem maior de lipídios, gorduras, sólidos solúveis, proteínas, açúcares e minerais que permanece no café verde. Muito café processado a seco tem vestígios de fermentação e mucilagem (polpa de café) sobre o grão, que aparece sob exame luz UV. Isso pode fornecer um sabor para a bebida notas frutado, vinhoso ou cítrico. Os cafés arábicas processados pela via contribuem menos para a formação do crema do que o processado a seco, mas você pode ainda obter um bom crema com um blend. Café robusta (coffea canephora) criará crema mais amplo que tem uma aparência mais escura e atrativa, mas não é tão rigidamente compactado como crema de cafés arábica e carece de aroma. Robusta também tem conseqüências dramáticas para o sabor do café, mostrará notas amargas acentuadas. Baixa qualidade, econômica robusta no espresso é fora de questão. No café expresso, todos os defeitos são amplificados e o resultado é de notas de borracha e notas de medicamentosas. Em geral, robusta deve ser 15% de um blend. Há mais opções de café para espresso


The coffee you roast will affect crema too. Dry-processed arabica coffees tend to produce more crema due to higher percentages of lipids, fats, soluble solids, proteins, sugars, and mineral in the green coffee. Many dry-process coffees have remnants of fermented muscilage (coffee pulp) on the bean, which shows up under UV light examination ... this can flavor the coffee in a way that may or may not be to your liking ... fruity, winey, wild notes. Wet-processed arabicas will contibute less to crema than their dry-priocessed counterparts, but you can still get a lot of crema from a 100% wet-process blend or straight shot Arabica coffees. Robusta coffees (coffea canephora) will create ample crema that has an attractive dark appearance, but is not as tightly-compacted as crema from arabica coffees and lacks aroma. Robusta also has dramatic consequences for the flavor of the espresso and aftertaste, making long-lasting and pungent espresso, but potentially bitter notes. Lower quality, economical robusta in espresso is out of the question. In espresso, all defects are amplified, and the result is rubber and medicinal notes. In general, robusta should be 15% of a blend or less, if there is any at all. There's more about coffee choices for espresso .


Como o café é torrado afetará o crema da bebida. O cafés arábicas processado seco tendem a produzir mais crema devido a uma percentagem maior de lipídios, gorduras, sólidos solúveis, proteínas, açúcares e minerais que permanece no café verde. Muito café processado a seco tem vestígios de fermentação e mucilagem (polpa de café) sobre o grão, que aparece sob exame luz UV. Isso pode fornecer um sabor para a bebida notas frutado, vinhoso ou cítrico. Os cafés arábicas processados pela via contribuem menos para a formação do crema do que o processado a seco, mas você pode ainda obter um bom crema com um blend. Café robusta (coffea canephora) criará crema mais amplo que tem uma aparência mais escura e atrativa, mas não é tão rigidamente compactado como crema de cafés arábica e carece de aroma. Robusta também tem conseqüências dramáticas para o sabor do café, mostrará notas amargas acentuadas. Baixa qualidade, econômica robusta no espresso é fora de questão. No café expresso, todos os defeitos são amplificados e o resultado é de notas de borracha e notas de medicamentosas. Em geral, robusta deve ser 15% de um blend. Há mais opções de café para espresso Como o café é torrado afetará o crema da bebida. O cafés arábicas processado seco tendem a produzir mais crema devido a uma percentagem maior de lipídios, gorduras, sólidos solúveis, proteínas, açúcares e minerais que permanece no café verde. Muito café processado a seco tem vestígios de fermentação e mucilagem (polpa de café) sobre o grão, que aparece sob exame luz UV. Isso pode fornecer um sabor para a bebida notas frutado, vinhoso ou cítrico. Os cafés arábicas processados pela via contribuem menos para a formação do crema do que o processado a seco, mas você pode ainda obter um bom crema com um blend. Café robusta (coffea canephora) criará crema mais amplo que tem uma aparência mais escura e atrativa, mas não é tão rigidamente compactado como crema de cafés arábica e carece de aroma. Robusta também tem conseqüências dramáticas para o sabor do café, mostrará notas amargas acentuadas. Baixa qualidade, econômica robusta no espresso é fora de questão. No café expresso, todos os defeitos são amplificados e o resultado é de notas de borracha e notas de medicamentosas. Em geral, robusta deve ser 15% de um blend. Há mais opções de café para espresso


The coffee you roast will affect crema too. Dry-processed arabica coffees tend to produce more crema due to higher percentages of lipids, fats, soluble solids, proteins, sugars, and mineral in the green coffee. Many dry-process coffees have remnants of fermented muscilage (coffee pulp) on the bean, which shows up under UV light examination ... this can flavor the coffee in a way that may or may not be to your liking ... fruity, winey, wild notes. Wet-processed arabicas will contibute less to crema than their dry-priocessed counterparts, but you can still get a lot of crema from a 100% wet-process blend or straight shot Arabica coffees. Robusta coffees (coffea canephora) will create ample crema that has an attractive dark appearance, but is not as tightly-compacted as crema from arabica coffees and lacks aroma. Robusta also has dramatic consequences for the flavor of the espresso and aftertaste, making long-lasting and pungent espresso, but potentially bitter notes. Lower quality, economical robusta in espresso is out of the question. In espresso, all defects are amplified, and the result is rubber and medicinal notes. In general, robusta should be 15% of a blend or less, if there is any at all. There's more about coffee choices for espresso .

Nenhum comentário:

Postar um comentário