Follow by Email

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Café gaélico com política chata (Gaelic coffe and boring politic)



O que acontece pelo mundo e no Brasil

Sem duvida a maior preocupação mundial neste momento é o impasse na Câmara dos USA sobre o aumento do teto da divida pública evitando o risco de calote. Segundo muitos analistas o calote da dívida poderá provocar um salto da taxa de juros nos Estados Unidos e ameaçando a recuperação econômica mundial.
A quem interessa uma recessão mais profunda da economia mundial?

Uma crise mais profunda fará que países como Alemanha ou China gastem suas imensas reservas de poupança?


Com uma desvalorização do dólar em relação às outras moedas os produtos dos USA não se tornariam mais competitivos em escala global?

O melhor produto americano é o poder de compra de seu mercado interno. Um mercado interno protegido das ameaças externas de mercados e exportadores chinesas ou brasileiras beneficiará seus produtores e incentivaria a oferta de empregos no médio prazo dentro do mercado americano.

Não haveria uma escalada do nacionalismo e do protecionismo em escala global das principais economias em caso de calote americano?


No século XX a economia e a concorrência entre as grandes nações foram às causas principais das duas grandes guerras. Devemos lembrar que a guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios.

Café gaélico( Gaelic Coffee )


22 ml whiskey irlandês (22 ml Irish whiskey)
22 ml Bailey (22 ml Irish cream)
45 ml creme de cacau escuro (45 ml dark creme de cação)
150 ml cappuccino
creme verde de menta (green creme de menthe)

Chantilly



Misture tudo até ficar homogêneo e despeje em uma caneca/copo irlandês. Cubra com chantilly e polvilhe com creme de menta.

Blend until smooth and pour into an Irish coffee cup. Top with whipped cream and sprinkle with green cream de menthe for color.






Os Estados instituem a política como espaço de paz e as relações internacionais como guerra. A guerra é um fato exterior à política. A guerra é apenas um instrumento de política externa. A “guerra” e a “política” são indissociáveis é suas lógicas se baseiam em conceitos econômicos do welfare state que os estados proporcionam a suas populações. Não é possível traçar uma distinção entre economia, política e a guerra. Estes três aspectos são acontecimentos elementares da vida humana e das sociedades. A guerra, portanto, instituiria os direitos que cada estado tem frente a seus desafios internos econômicos e políticos. A guerra não se limita às batalhas entre exércitos, mas, as conquistas de espaços vitais fora das fronteiras dos Estados facilitando que estes coloquem seus produtos nestes mercados conquistados e gerando uma melhoria de seu próprio welfare state interno. A política não faz cessar a guerra, mas cristalizou-a em suas instituições e no direito perpetuando-a cotidianamente.

Sartre dizia que “quando os ricos fazem a guerra, são sempre os pobres que morrem”. O essencial da guerra é a destruição, não necessariamente de vidas humanas, mas de produtos do trabalho humano. A guerra é um meio de despedaçar, materiais que de outra forma teriam de ser usados para tornar as massas demasiado confortáveis e, portanto, com o passar do tempo, inteligentes.

What happens at the world and in Brazil?


Without doubt the largest global concern at the moment is the stalemate in the House of USA on the increase in the ceiling of public debt and avoiding the risk of default. According to many analysts the debt default could cause a jump in interest rates in the United States and threatening the global economic recovery.

Who cares a deeper recession of the world economy?

A deeper crisis will make that countries such as Germany or China spend its immense reserves of savings?

Why a devaluation of the dollar against other currencies the products of the USA doesn’t become more competitive on a global scale?

The best product is the purchasing power of its domestic market. A domestic market protected from external threats of markets Brazilian or Chinese exporters and producers benefit would encourage the provision of jobs in the medium term within the American market.


There would be an escalation of nationalism and protectionism on a global scale of major economies in the event of default American?

In the 20th century the economy and competition between the great Nations were the main causes of the two great wars. We must remember that the war is nothing more than the continuation of politics by other means.

The Member States establish the policy as an area of peace and international relations as war. War is a fact outside politics. War is only an instrument of foreign policy. The "war" and the "policy" are inseparable is their logical based on economic concepts of welfare state that the Member States provide their populations. It isn’t possible to draw a distinction between economics, politics and war. These three aspects are elementary events of human life and of societies. The war, therefore, it would provide the rights that each State has a front of its internal economic and political challenges. The war isn’t limited to battles between armies, but the achievements of vital spaces outside the borders of the Member States by facilitating these put their products in these conquered markets and generating an improvement of their own national welfare state. The policy doesn’t end the war, but froze it in its institutions and perpetuating the daily.


Sartre said that "when the rich make war are always the poor who die." The essence of war is the destruction, not necessarily human lives, but products of human work. War is a means to smash, materials that would otherwise have to be used to make the masses too comfortable and, therefore, over time, intelligent.

Nenhum comentário:

Postar um comentário